Tratamento

Na Clínica de Stress, Ansiedade e Trauma prestamos muita atenção ao papel da conexão emocional e psicológica entre os seres humanos.
Os seguintes VALORES sustentam o nosso trabalho.

01. Segurança

Avaliamos cuidadosamente a disponibilidade da pessoa para cada estágio da terapia. Preparamo-la emocionalmente, psicologicamente e fisiologicamente para cada tarefa terapêutica.

02. Cura por meio do relacionamento terapêutico

Dedicamos tempo e energia a desenvolver um relacionamento em que a pessoa se sinta segura, protegida e não julgada.

03. Prática centrada na pessoa

Respeitamos a autonomia e direito de escolha da pessoa. Confiamos na sua capacidade inerente de cura e somos guiados por isso, como facilitadores desse processo.

04. Recursos

Acreditamos que a pessoa tem recursos que favorecem a própria cura. Pode ser difícil para a pessoa conectar-se com essas capacidades quando a energia foi direcionada para sobreviver à adversidade. Ao longo da terapia dedicamos tempo para nos conectarmos com esses recursos e para os fortalecer.

05. Flexibilidade

Disponibilizamos intervenções baseadas em evidências científicas, que têm eficácia comprovada em todas as formas de trauma psicológico. Os nossos terapeutas são especializados em técnicas de várias terapias psicológicas, mas não as utilizam de forma rígida. Se o cliente e o terapeuta não sentem que uma determinada abordagem está a responder às necessidades, fazemos uma pausa, revemos o processo e selecionamos uma abordagem diferente.

O percurso de tratamento na Clínica SAT não pode ser considerado típico, pois cada indivíduo é único e seu tratamento será adaptado especificamente às suas necessidades.
O esboço abaixo fornece uma visão geral das fases do tratamento. O ritmo e a duração dependem inteiramente do que é mais seguro para a pessoa.

01. Avaliação e Formulação

02. Planeamento do Tratamento

03. Educação

Apresentamos as evidências da investigação, que nos dizem como o stress e o trauma afetam a mente e o corpo. Ajudamos a pessoa a compreender os seus sintomas, dando-lhe uma explicação psicológica, neurológica e fisiológica. Essa compreensão ajuda o paciente a sentir-se mais informado, menos vulnerável e menos assustado/confuso.

04. Estabilização

Ajudamos a pessoa a lidar com quaisquer fatores que possam estar inadvertidamente a exacerbar os seus sintomas. Ensinamos estratégias e técnicas para tolerar e gerir emoções intensas.

05. Recursos

Acreditamos que a pessoa tem recursos que favorecem a própria cura. Pode ser difícil para a pessoa conectar-se com essas capacidades quando a energia foi direcionada para sobreviver à adversidade. Ao longo da terapia dedicamos tempo para nos conectarmos com esses recursos e para os fortalecer.

06. Criação de segurança

Estabelecemos uma rede de apoio profissional e pessoal. Ajudamos os familiares e/ou amigos da pessoa a entender como apoiá-la

07. Processamento de memórias difíceis/ traumáticas

Este estágio ajuda a mente, corpo e sistema nervoso da pessoa a aprender que a ameaça e o perigo estão no passado. Os objetivos desta etapa são reduzir a ocorrência e intensidade dos sintomas traumáticos e, assim, o impacto desses sintomas no dia-a-dia.

08. Integração e planeamento futuro

Este estágio foca-se na recuperação e resolução. É uma fase profundamente individual e pessoal. Pode incluir aceitação, perdão, espiritualidade, confronto, reparação, justiça; tudo o que é necessário para cada indivíduo a fim de avançar em direção a uma vida pacífica e plena.

As principais técnicas psicoterapêuticas que utilizamos na Clínica de Stress, Ansiedade e Trauma são

Terapia de Dessensibilização e Reprocessamento através do Movimento Ocular (EMDR)

Intervenção Individual ou em Grupo

É um método de dessensibilização e reprocessamento de experiências emocionalmente traumáticas por meio de estimulação bilateral do cérebro, a qual promove a comunicação entre os dois hemisférios cerebrais. É uma abordagem psicoterapêutica originariamente concebida para aliviar o mau estar e a perturbação associada a memórias traumáticas, dirigida a pessoas que desenvolveram sintomas psiquiátricos como resultado de eventos traumáticos.

Brainspotting

Intervenção Individual

É um método de tratamento focalizado, que funciona identificando, processando e libertando fontes neuropsicológicas de dor física e emocional (traumas, dissociações e outros sintomas). O método pode ser, simultaneamente, uma forma de diagnóstico e de intervenção e o seu efeito intensificado com o uso de sons bilaterais que oferecem contenção e controlo à pessoa. Funciona como uma ferramenta neurobiológica, chegando a experiências e sintomas que normalmente estão fora do alcance da mente consciente.

Grupo de Desenvolvimento Pessoal Baseado em Psicodrama

Intervenção em Grupo

É uma psicoterapia em que a representação dramática improvisada é usada como núcleo de abordagem e exploração da psique humana e dos seus vínculos emocionais, visando à catarse e ao desenvolvimento da espontaneidade do indivíduo. O psicodrama marca a passagem do tratamento do indivíduo isolado para o tratamento do indivíduo em grupo e, diferentemente das outras técnicas puramente verbais, faz uso do corpo humano nas suas mais variadas expressões e interações com outros corpos.

Programa de Redução de Stress Baseado em Mindfulness

Intervenção em Grupo

É um programa terapêutico que ajuda a desvendar um novo olhar, mais maduro e consciente, sobre os fenómenos da mente e do corpo. Permitindo a incorporação do Mindfulness em diferentes componentes da experiência do dia-a-dia, este programa pretende fornecer ferramentas para gerir adequadamente o stress, melhorar a capacidade de regulação emocional e fomentar a comunicação empática e consciente. A elevada evidência científica existente demonstra uma ampla gama de efeitos positivos na saúde física e mental.

Terapia em Movimento

Intervenção em Grupo

É uma área de intervenção no campo da psicopatologia que faz uso do movimento como instrumento de disposição relacional e emocional da pessoa. A mente faz parte do corpo, são duas partes que não podemos dividir. O movimento corporal é uma forma de comunicar: conta uma história e dá uma nova perspetiva à história de cada um. É a partir do movimento, como veículo de autoconhecimento e descoberta, que trabalhamos as dificuldades de cada pessoa.

Sistemas Familiares Internos (IFS)

É uma abordagem integrativa da psicoterapia individual desenvolvida por Richard C. Schwartz na década de 1980. Combina o pensamento sistémico com a visão de que a mente é composta de subpersonalidades relativamente distintas, cada uma com o seu próprio ponto de vista e qualidades únicas. O IFS usa a teoria dos sistemas familiares para entender como estas coleções de subpersonalidades são organizadas. A terapia IFS visa curar partes feridas e restaurar o equilíbrio mental. O primeiro passo é aceder ao Self central e então, a partir daí, compreender as diferentes partes para curá-las. Trata-se de uma terapia baseada na evidência, com aplicabilidade em diversas psicopatologias e no trauma.

Programa de Intervenção no Luto

Temos programas de intervenção no luto baseados em Terapia Narrativa e em Mindfulness e Compaixão. Tratam-se de abordagens individuais e em grupo com o objetivo de dotar a vivência do luto de consciência, compaixão e aceitação, por forma a libertar processos emocionais difíceis e a experienciar a “normalidade” das reações emocionais.