Ansiedade

Sentimentos de preocupação, mal-estar ou nervosismo que interferem na sua vida. Os sintomas podem incluir: dificuldade de concentração, dificuldade em adormecer, inquietação, respiração rápida, aumento da frequência cardíaca e ataques de pânico.

A ansiedade é na verdade uma resposta natural muito importante ao stress. É protetora e evoluiu para nos impedir de entrar em situações perigosas. Se já experimentou a adrenalina repentina que vem de um acidente ou ferimento, saberá que é também um mecanismo de proteção para nos ajudar a escapar aos danos, caso nos encontremos numa situação subitamente perigosa.

Um certo grau de ansiedade pode realmente ajudar-nos a ter um melhor desempenho numa série de tarefas. Mas a ansiedade grave pode distrair e, se chegar ao ponto em que começa a interferir com a vida diária, poderá ser altura de procurar ajuda.

 

O que são as perturbações da ansiedade?

Enquanto a ansiedade comum é um sentimento que vem e vai e não interfere com a sua vida quotidiana, as perturbações de ansiedade são intensas, debilitantes e o sentimento de medo ou preocupação parece estar sempre presente. A ansiedade torna-se uma perturbação/doença quando o impede de fazer coisas de que gosta. Em casos extremos, pode impedi-lo de fazer coisas que outras pessoas fazem facilmente, tais como atravessar uma rua, ir a uma reunião social, entrar num elevador, ou mesmo sair de sua casa. Se não for tratado, a ansiedade tende a agravar.

 

Quais são os sintomas da ansiedade?

Pode parecer e sentir-se de formas diferentes, dependendo da pessoa. Pode variar desde sensações suaves como borboletas no estômago até à sensação de que está a ter um ataque cardíaco. Algumas pessoas sentem que estão descontroladas, ou como se houvesse uma desconexão entre a sua mente e o seu corpo. Em circunstâncias extremas, algumas pessoas sentem-se como se estivessem a morrer.

Os sintomas gerais de ansiedade incluem:
  • Sentimentos de perigo, pânico, ou pavor
  • Ritmo cardíaco rápido
  • Respiração rápida ou hiperventilação
  • Transpiração
  • Tremor, fraqueza ou letargia
  • Nervosismo, inquietação, ou estar tenso
  • Problemas de concentração
  • Dificuldade em adormecer ou insónia
  • Problemas gastrointestinais (gazes, obstipação ou diarreia)
  • Pesadelos
  • Ataques de pânico
  • Pensamentos dolorosos ou memórias que não pode controlar
  • Excesso de medo ou preocupação
  • Medo de um lugar ou situação específica
  • Obsessões sobre certas ideias
  • Realizar certos comportamentos de forma repetitiva

 

Quando é que é altura de consultar um terapeuta?

A ansiedade desempenha um papel fulcral numa série de diferentes perturbações. Por vezes nem sempre é fácil dizer quando se torna suficientemente grave para interferir com a vida quotidiana. Sem tratamento, tende a agrava-se frequentemente.
Se algum destes sintomas ressoa consigo, a boa notícia é que a ansiedade é altamente tratável. Contacte-nos para agendar uma avaliação e iniciar o tratamento com um dos nossos especialistas em ansiedade.